POLÍTICAS E AÇÕES MUNICIPAIS DE SEGURANÇA ALIMENTAR:
realidade, limites e possibilidades da intersetorialidade

O projeto “Políticas e Ações Municipais de Segurança Alimentar: realidade, limites e possibilidades da intersetorialidade” é uma proposta co-financiada pela União Européia através do Programa URB-AL de cooperação e intercâmbio entre países da Europa e América Latina.

A proposta foi apresentada por intermédio da Rede 10, na convocatória da URB-AL de outubro de 2004, tendo o início de sua execução em setembro de 2005 e término previsto para outubro de 2006.
O município de Piracicaba é o coordenador do projeto e conta com a parceria de nove municípios: Pigna e Mendatica (Itália), Borba e Arraiolos (Portugal), San Joaquin (Chile), Rioja (Peru), Campinas, Rio Claro e São Bernardo do Campo (Brasil).

O objetivo geral é levantar, identificar e analisar, em rede, as ações de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) municipais, propondo formas de monitoramento dessas ações e contribuindo para o desenvolvimento de políticas públicas intersetoriais.

Previsto para doze meses de execução, conta com duas oficinas internacionais a serem realizadas no Brasil, reunindo parceiros da Europa e América Latina. A primeira oficina, realizada na última semana de março, teve o objetivo de integrar os parceiros da proposta, promover o envolvimento desses com o tema Segurança Alimentar e o intercâmbio de informações locais que tivessem interface com o tema da SAN.

As atividades previstas no plano de trabalho de estudo e análise das informações coletadas nos municípios serão realizadas de forma participativa, através deste site, envolvendo:

- A reunião das informações que tenham interface com a temática de SAN, em um banco de dados administrado pelo coordenador do projeto.

- A sistematização das informações e construção de um mapa de ações de SAN, como método de visualização do conjunto das ações levantadas em cada município parceiro no projeto.

- A avaliação das ações de segurança alimentar e informações levantadas, de forma a identificar os limites e possibilidades das políticas intersetoriais e criar mecanismos de monitoramento dessas ações através de indicadores de progresso.

- A construção conjunta de um documento de referência para o monitoramento das ações de SAN municipais, como produto final do projeto.
Nosso desafio maior é promover uma política de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) que se traduza, de fato, em melhorias na qualidade de vida da população. A viabilidade dessa proposta depende fundamentalmente de um trabalho coordenado que integre setores do governo e da sociedade civil, na consecução de objetivos comuns. Esse é o desafio da intersetorialidade na SAN

Esperamos, sinceramente, como resultado deste trabalho, dar seqüência de forma permanente a este primeiro esforço, aprimorando mecanismos de monitoramento e promoção de ações integradas capazes de oferecer um enfrentamento à altura dos sérios e complicados desafios que nos são impostos, sob a ótica da Segurança Alimentar e Nutricional.

Este projeto tem o apoio da União Européia. O conteúdo deste site
é de exclusiva responsabilidade desse projeto, executado pela
Prefeitura Municipal de Piracicaba, São Paulo, Brasil
e não pode, em caso algum, ser tomado como
expressão das posições da União Européia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 






______________________________________________________________