PROJETOS COMUNS

O que é um projeto comum?
Projeto que reforce a dinâmica de intercâmbios desenvolvida no marco da Rede temática, mediante a execução de ações específicas no âmbito urbano.
O projeto aprofunda, no interior da Rede Temática, um assunto de preocupação partilhado pelos sócios (governos locais e regionais/entidades) e buscar modalidades de soluções concretas. Os temas devem derivar da temática central da rede e sua elaboração deve ser feita com a participação de todos os sócios interessados. Um governo local/entidade não pode elaborar e apresentar um projeto comum sozinho.
Quem pode participar?
Todos os governos locais/entidades sócios da Rede Temática podem participar da elaboração de um projeto comum, no entanto, o projeto só poderá ser coordenado por um governo local, que não poderá assumir mais de uma coordenação na mesma Rede Temática.
Tipos de projetos
Os projetos comuns têm duração máxima de 2 anos e podem ser de dois tipos:

Projeto do TIPO A : intercâmbio de informações e experiências
Voltados para a troca de experiências entre os participantes e a difusão das boas práticas.
Tipos:
• Diagnósticos, estudos de viabilidade;
• Seminários de formação ou de intercâmbio de experiências;
• Elaboração e realização de instrumentos e/ou de programas de formação
• Intercâmbio para formação de pessoal
• Reforço de visibilidade das ações municipais (exemplos: elaboração de bases de dados específicas; disponibilização de centros de documentação; desenvolvimento de instrumentos de promoção como guias, vídeos, publicações e exposições; concepção de programas de avaliação e de controle da qualidade dos serviços municipais contando com a participação dos cidadãos; etc.).
Projetos comuns de TIPO B: em benefício das coletividades.
Voltados para a aplicação dos resultados das trocas de experiências prévias dentro da coordenação da Rede temática, por meio de realizações tangíveis em benefício de uma ou de várias coletividades locais. Comportam uma forte dimensão de visibilidade para as populações locais visadas.
O projeto do TIPO B deve decorrer NECESSARIAMENTE de um projeto comum do TIPO A, cujas atividades já estejam concluídas.
Tipos:
• Implementação de equipes ou de serviços públicos de interesse comum para os membros do projeto;
• Realização de projetos pilotos aplicáveis em outras cidades participantes dos projetos comuns;
• Restauração de bens culturais;
• Transferência e ajuste de sistemas informáticos de gestão local


Fonte: http://www2.prefeitura.sp.gov.br/urbal

Este projeto tem o apoio da União Européia. O conteúdo deste site
é de exclusiva responsabilidade desse projeto, executado pela
Prefeitura Municipal de Piracicaba, São Paulo, Brasil
e não pode, em caso algum, ser tomado como
expressão das posições da União Européia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




________________________________________________________________